Nômade Digital: como o trabalho remoto trouxe liberdade para o meu dia a dia

Neste artigo você vai ver:

Oi, eu sou o Douglas, sou um dos Front-Ends da Equipe DevX, do produto Charles C.D da Zup. Amo viajar, tanto quanto codar. E adivinha? Com a decisão de Home Office permanente feito pela Zup, foi possível unir essas duas paixões e ainda descobrir que as duas juntas têm um nome muito legal: agora sou um Nômade Digital.

Afinal, o que é um Nômade Digital?

Nômade Digital é a pessoa que não precisa de local físico para trabalhar, apenas uma conexão com a internet. Sem a necessidade de estar em um escritório, esse profissional não precisa estar na cidade da empresa para a qual trabalha.

Com isso, o nômade digital pode trocar de casa, de estado e até de país com frequência. Conhecendo novos lugares e pessoas, criando memórias e tendo diversas experiências.

Em outras palavras, a liberdade do trabalho remoto que eu gosto, com a sensação de pé na areia, vento da montanha ou barulhinho de mar.

Preparativos para se tornar um Nômade Digital

Minha jornada começa com muita ansiedade, pois estava trancado desde o início da pandemia. Quando saía, o mercadinho da esquina era meu destino final.

O primeiro passo do meu planejamento foi pesquisar voos para lugares que estavam mais dentro do orçamento e longe dos grandes centros.

Achei.

Floripa!

Comprei.

A sensação de “agora não tem volta” é boa demais pra ser evitada.

O próximo passo foi pesquisar por hospedagens, aqui eu usei só três filtros: Internet, cadeira e ar condicionado. (Mais tarde descobri que “máquina de lavar” também seria um bom filtro).

Encontrei vários lugares lindos no Airbnb, mas como eu nunca havia feito isso antes (viajar pra trabalhar) resolvi que ia para testar.

Em resumo, eu escolheria quatro lugares diferentes, em locais diferentes, porque assim eu conseguiria mensurar o impacto que cada um poderia ter no dia a dia, meu e da minha equipe.

Então dentro da minha playlist de belos lugares, fiz o filtro final: montanha, cidade, lagoa e praia.

Todos os quatro lugares que me aventurei você pode acompanhar no meu instagram, onde estou fazendo um review detalhado da minha experiência, com valores, o que se deve levar e o que pode ser problema em cada um deles.

Mas não vá agora, no final eu te lembro de novo, deixa eu te contar um pouquinho mais.

Preciso te falar que eu sempre gostei de recordar momentos, então como parte do meu planejamento comprei um drone e um gimbal (estabilizador para celular ou a evolução do pau de selfie). Com isso criei um novo hobby que é o de edição de vídeos e imagens.

Equipamentos usados para suportar a rotina de Nômade Digital. Espalhados em uma mesa e um colchão temos notebook, drone, gimbal, duas mochilas, fones sem fio e óculos escuros.

Rotina no nomadismo digital

Eu não poderia ter escolhido um destino melhor. Floripa tem tudo que um Nômade Digital precisa, ótima velocidade e cobertura de internet e uma diversidade de lugares para conhecer. E o melhor, lugares afastados dos grandes centros. Ainda estamos na pandemia. Então natureza é a palavra da vez.

Sou uma pessoa matutina, gosto de acordar o mais cedo possível para aproveitar ao máximo minha manhã. E em lugares tão exóticos, as manhãs são mágicas, posso meditar na areia, tomar café na varanda olhando para uma floresta ao som de pássaros e caminhar na praia. Falando assim parece roteiro de algum filme clichê, mas é real e possível, acredite.

Douglas Fernandes como Nômade Digital, trabalhando com um notebook em frente a uma varanda.

Desafios de ser um Nômade Digital 

Bom, acredito que o maior dos desafios, e o mais gostoso também, é não conhecer o lugar. Desafio porque você não tem certeza se a internet é boa ou se as fotos condizem. Você precisa confiar na descrição e nas palavras do anfitrião. Gostoso porque lugares diferentes trazem novas experiências e, no pior cenário, histórias para contar.

Se organizar diariamente, também posso citar como desafio, lembre-se que você não está de férias, você tem tarefas a cumprir, afinal, elas que pagam sua experiência.

A Zup deixa esse desafio mais fácil com todo seu suporte, com seu horário flexível, com o foco no que realmente importa, com sua rotina online de aulas laborais, terapias, papos descontraídos com a equipe…

Eu poderia ficar aqui citando um monte, mas acho que já te convenci.

Bom…

No final, tudo deu tão certo, que isso virou uma mistura de sonho realizado com meta de vida. Como fui sozinho, o engajamento no Instagram foi essencial, muitas pessoas acompanharam e me fizeram companhia em todo esse percurso. Só penso na próxima e em como posso inspirar pessoas a atingirem a mesma experiência. Você não tem que esperar as férias, você não precisa trabalhar pra viajar, você pode viajar pra trabalhar.

#VemPraZUP, dê o seu melhor e seja feliz.

Agora você pode ir no meu Instagram e conferir meus reviews e meus próximos destinos como Nômade Digital.

Douglas Fernandes
Engenheiro de Software
Desenvolvedor, por profissão e paixão. Empreendo criando apps pra ajudar quem ainda não sabe que precisa https://tuntz.app

Este site utiliza cookies para proporcionar uma experiência de navegação melhor. Consulte nossa Política de Privacidade.