Culture Add: conheça o conceito

Neste artigo você vai ver:

Muito têm se falado sobre cultura, diversidade, pensar fora da caixa… Porém, ainda ouvimos pouco sobre um conceito mais profundo e que olha pessoas a partir de suas nuances. Por isso, hoje quero te apresentar o conceito de Culture Add

Mas o que é cultura para uma empresa?

Antes de falarmos desse conceito ainda pouco explorado, gostaria de trazer um pouco de teoria sobre cultura.

Cultura organizacional

Quando falamos em cultura organizacional, existem milhares de definições, entre elas, a da HSM University, em artigo publicado em novembro de 2020 e que define como: 

…diversos papéis, normas e valores que orientam uma companhia e são vistos como indispensáveis para uma empresa crescer e alcançar os objetivos desejados…”.

Fit Cultural

Também fala-se muito em Fit Cultural, definido pela Qulture Rocks como: 

“… o alinhamento entre os valores de uma pessoa com aqueles inseridos na empresa…”; ou seja, todos olhando para a mesma direção, caminhos e soluções e com os mesmos propósitos e motivações. 

Já segundo a Harvard Business Review, o conceito de Fit Cultural é:

“sobre a probabilidade de que alguém reflita e/ou seja capaz de se adaptar às principais crenças, atitudes e comportamentos que compõem a organização.”

O que é primordial para uma organização?

Ao analisar pessoas candidatas para uma posição ou como parte de um time, podemos ter diversas opiniões quando nos questionamos sobre o que deveríamos considerar como mais importante e primordial nelas. 

Adam Grant, em seu vídeo sobre Fit Cultural, publicado em 2017 no canal da Stanford eCorner no YouTube, faz uma provocação para a plateia: 

“O que devemos considerar como mais importante: skills adequados à posição, estrelas com talentos inatos e/ou desenvolvidos ou fit cultural com a empresa?”

Não existe uma resposta certa e que invalide outras maneiras de pensar, mas refletindo em cima desta provocação, se priorizarmos somente skills x necessidade da posição e termos a pessoa que se encaixa perfeitamente nesta receita, desprezamos a influência da cultura, a capacidade de adaptação, inovação e a diversidade.

Jon Barrow e Mike Hannon, em um estudo feito na Universidade de Stanford (citados no vídeo do Adam Grant), já afirmam que, empresas que priorizam somente  o fit cultural, tendem a falhar menos, porém tendem a crescer em taxas mais lentas

Como dito anteriormente, não existe uma resposta correta sobre o que priorizar, mas ao fazer uma única escolha, você abre mão de outras. 

Afinal, o que é Culture Add? 

Estamos vivendo a evolução e crescimento exponencial de forma nunca antes vivida. Em uma velocidade imensurável, disrupções são feitas a todo momento e então, chegamos ao  conceito de Contribuição Cultural ou Culture Add. 

Adam Grant, professor da Wharton School e especialista em Psicologia Organizacional, introduz este conceito baseado naquilo que está faltando na nossa cultura organizacional e no enriquecimento desta através de comportamentos que não temos hoje, buscando trazer aquilo que ainda nos falta para atingir os nossos objetivos. A isso chamamos de Cultural Add.

A partir daí, começamos a pensar sobre um novo viés que valoriza elementos diferentes e que contribuem para o crescimento da cultura, que encoraja a introdução de novos modelos de pensamento ou de fazer as coisas, diferente daqueles que estamos acostumados a pensar ou fazer.

Podemos enriquecer a nossa cultura organizacional através do Culture Add, ou seja, compondo os nossos times com perfis diferentes e que possam preencher as lacunas ainda não preenchidas, que enriqueçam e se somem à nossa cultura,  melhorando os nossos resultados.

Adesão do Culture Add em grandes empresas

Em um artigo publicado pela Forbes em abril de 2021, empresas como o Facebook e a Pandora, reestruturaram o seu modelo de seleção baseando-se em seus 5 valores core e promoveram treinamentos sobre gerenciamento de vieses inconsciente (managing unconscious bias) para disseminar o conceito de Culture Add

No caso do Facebook (agora Meta), o termo fit cultural foi eliminado do vocabulário da organização.

Culture Add X Fit Cultural

É mais que comprovado que a Diversidade traz incontáveis benefícios para as empresas e aqui, estamos conectando diretamente este tema com Cultural Add

Olhar para o Culture Add  ao invés de Culture Fit, não é abrir mão de tudo aquilo que é valorizado dentro do nosso ambiente de trabalho, mas sim olhar para pessoas que, além de compartilhar dos valores da organização, tragam algo novo, quebre barreiras, escolha o lado que ninguém nunca escolheu, que movimente o way of work, que busque o F5 para o time. 

É olhar além da diversidade de gênero, orientação sexual, gerações, raças e etnias e necessidades especiais. É olhar sob a perspectiva do que este indivíduo pode trazer como diferencial em sua bagagem, que se some à nossa cultura e que nos leve para um caminho diferente.

A diversidade também está presente nas experiências diferentes, nas ideias disruptivas, frescas e que rompem um modelo ao qual já conhecemos, contribuindo com a elevação da régua do time e nos resultados organizacionais. 

E este olhar nos ajuda a não nos acomodarmos enquanto organização.

9 motivos para começar a se pensar em Culture Add, além do Fit Cultural

  1. Pessoas que pensam de maneira diferente, geram novos insights cognitivos. Criatividade e inovação geram um mar de potencialidades para a solução de problemas complexos;
  2. As discussões são mais profundas e com mais elementos que promovem debate. Com isso, melhores decisões são tomadas, uma vez que essa profundidade ajuda a prever pontos não considerados ou que estão em uma zona oculta;
  3. Em um mundo pós-pandêmico que está por vir, onde viveremos sem limitações de fronteiras culturais, teremos espaço suficiente e que nos permitirão abordar o Culture Add;
  4. Culture Add evita o risco de cairmos na “mesmice”, no “eu concordo” e no “eu também acho”;
  5. Há inúmeros estudos que comprovam que a diversidade traz crescimento, riqueza e inovação;
  6. Vantagem competitiva, pois temos cabeças diferentes tentando resolver problemas de maneiras diferentes ou tentando criar soluções diferentes e brilhantes;
  7. Mais engajamento, uma vez que ao se sentir parte de um todo e sentir que sua percepção ou forma de ler o mundo é respeitada, valorizada e considerada. Assim, o engajamento sobe e pode resultar na redução de attrition, ou seja, pedidos de saídas voluntárias.
  8. Problemas podem ser solucionados de maneira mais rápida. Em 2017, Alison Reynolds e David Rewis, em um artigo publicado pela Harvard Business Review“…diversidade nas equipes aumenta a capacidade em resolver problemas mais rapidamente do que pessoas cognitivamente mais diversas.” 
  9. Ao colocar em desuso o fit cultural e ao olhar para o Cultural Add como a soma da diversidade, evita-se o risco de perder grandes talentos e ideias brilhantes.

Culture Add: uma nova forma de pensar cultura organizacional

Neste momento, pare para refletir durante 5 segundos e responda à pergunta: Você tem atuado mais na promoção do Fit Cultural ou Culture Add?

Se sua resposta tem relação com o primeiro conceito…Por que não ir para fora da caixa?

Espero que esse artigo tenha introduzido bem o conceito sobre Culture Add e o que uma organização tem a ganhar com esta forma de pensar.

O que achou do Culture Add? Conta para a gente nos comentários a sua opinião!

Referências

Capa do artigo sobre Culture Add em que vemos vários balões de dialogo coloridos com post-its ao fundo.
foto de Cíntia Rodrigues
HRBP Manager
Psicóloga, com MBA em RH, especialização em ADM e formação em Leader Coach. Há 16 anos em RH, amo Cultura e Pessoas. Morei na Colômbia por 3 anos e 6 meses na Alemanha.

Este site utiliza cookies para proporcionar uma experiência de navegação melhor. Consulte nossa Política de Privacidade.