Como utilizar o Trello em equipes Scrum: dicas práticas

No items found.
6/11/2019
Letícia Rezende
Letícia Rezende
Product Manager

Alguém em busca de uma forma de fazer a diferença no mundo e apaixonada por gente que pensa fora da caixa.

Está sem tempo para ler? Aperte o play para escutar o artigo.

O Trello não é novidade para quem já conhece e aplica os frameworks ágeis e é sobre como utilizá-lo em equipes Scrum que vamos falar nesse artigo. Ah, entenda que você pode fazer uso dele para basicamente qualquer coisa. 

Independente de qual framework ou qual metodologia você aplique com a sua equipe, o Trello é extremamente útil para promover transparência, pilar de grande importância em qualquer equipe, mas especialmente falado no Scrum

Vale dizer que ele é uma ótima opção, pois além de ser uma excelente ferramenta, possui uma versão gratuita que é mais que suficiente para iniciativas de pequeno e até médio porte. Para quem tem equipes distribuídas ou completamente remotas as ferramentas online são indispensáveis, mas elas são ótimas para qualquer equipe. 

As grandes vantagens de usá-las são, além do óbvio, dar visibilidade para a equipe e para qualquer stakeholder do que está sendo feito, por quem e em quais etapas do fluxo temos os maiores gargalos, o que ajuda a traçar planos para otimizar o trabalho com extrema rapidez e facilita a comunicação entre a equipe.

Principais vantagens do Trello

O Trello é uma ferramenta relativamente simples que te oferece a possibilidade de criar Times e, dentro deles, quadros. Dentro dos quadros se criam listas e dentro das listas se criam cartões, dentro desses ainda é possível criar checklists. Uma lógica de hierarquia bem simples (e eficiente), mas o que importa para nós é como moldar a plataforma para aplicação dentro do Scrum. 

Scrum e Trello

A ferramenta não foi criada especificamente para a aplicação do Scrum, mas é extremamente maleável, permitindo que você adapte a plataforma para a versão que mais funciona para o seu time. Não existe jeito certo ou errado, vamos apenas citar algumas possibilidades. 

Começando pelo backlog do produto

Você pode optar por criar um quadro para que o PO (Product Owner) gerencie o backlog do produto em um lugar separado ou escolher criar uma lista para gerenciá-lo no mesmo quadro em que se visualiza o backlog do sprint. 

Até um card em uma lista (usando o checklist para detalhar os itens) serve para o propósito que temos aqui, que é dar transparência do artefato em questão. De qualquer uma dessas formas, na planning você poderá mover os cartões de um quadro para o outro, ou seja, do backlog do produto para o backlog sprint, ou mesmo transformar itens de um checklist em cartões, caso tenha optado pela última forma de trabalhar o product backlog.

como utilizar o trello

Backlog da Sprint e decorrer da Sprint

A transparência do backlog do sprint é feita em um quadro que contém, no mínimo, três listas nomeadas de “To Do”, “Doing” e “Done”, em português, “A Fazer”, “Fazendo” e “Feito”. 

Começamos a Sprint com todos os cartões na lista de “To Do”, preferencialmente bem detalhados usando o campo de descrição e a funcionalidade de checklist

Seguindo o fluxo, cada membro da equipe se inclui como membro no card no qual irá trabalhar em sequência e passa a story para a lista de “Doing”. No caso de qualquer dúvida ou necessidade de compartilhar algo, o Trello oferece a funcionalidade de escrever comentários dentro do painel de atividades, através do qual é possível marcar membros da equipe e até anexar arquivos. 

Uma boa para manter registro de informações importantes e facilitar a comunicação.

checklist trello

A mágica acontece dentro do prazo da sprint e, idealmente, ao final dela todos os cartões terminarão na lista de “Done”. 

Agora vamos às particularidades. 

Como o Trello é uma ferramenta maleável, nele você conseguirá criar outras listas além das tradicionais, como por exemplo, a lista de “Em Teste”. Além disso, você conseguirá incluir etiquetas nos cartões (que você poderá escolher uma cor e personalizar com nomes), caso queira sinalizar que a story se relaciona com um componente específico do produto.

Priorizar as stories é bem fácil, com um simples arrasta e solta você consegue sinalizar para a equipe quais as prioridades no backlog do produto ou do sprint. Também existe a possibilidade de apontar datas de entrega dentro dos cartões o que ajuda o time de desenvolvimento a dar previsões de conclusão do que foi combinado otimizando a transparência do time para com o PO.

exemplo trello

Potencializando o uso da ferramenta

Por fim, a cereja do bolo fica na possibilidade de adicionar Power-ups ao Trello que potencializam o uso da ferramenta para o Scrum.

Aqui existem várias que foram pensadas exclusivamente para esse framework, então você pode melhorar (e muito) o uso da plataforma a seu favor. Destaque para Agile Tools e Burndown for Trello.

scrum e trello

A própria ferramenta criou uma página com diversos modelos e exemplos de quadro para organizar qualquer tipo de projeto. Veja aqui e se inspire

O Trello é uma ótima ferramenta e, apesar de não ter sido pensada especificamente para atender as necessidade do Scrum, cumpre bem o objetivo (ainda mais se você usar a criatividade e estressar suas features a seu favor). 

A verdade é que não importa qual plataforma você decida usar ou se vai optar pelo bom e tradicional quadro de post-its. O que importa mesmo é estar comprometido em dar transparência ao backlog do produto e do sprint, potencializando assim seu time e a entrega de valor.

E você, está começando agora no Trello ou já usa e tem dicas valiosas também? Compartilha com a gente nos comentários!

O que você achou deste conteúdo?
Quer receber nossos conteúdos?
Seu cadastro foi efetuado com sucesso! Enviaremos as novidades no seu email.
Oops! Something went wrong while submitting the form.